Breve panorama de cada método contraceptivo e como você pode utilizá-lo.

Breve descrição da eficácia de cada método com seu uso típico.

Breve resumo do quanto cada método precisa de atenção.

Visão geral dos hormônios incluídos em cada método (se houver) e onde eles são liberados no corpo.

Breve descrição sobre como cada método pode afetar sua menstruação, se afeta.

SIU — TAMBÉM CHAMADO DE DIU HORMONAL
siu
O DIU hormonal é uma pequena estrutura plástica macia, em forma de T, que libera baixos níveis do hormônio progestina por até cinco anos. Ele é colocado no seu útero por um médico.
INJEÇÃO MENSAL OU TRIMESTRAL
injeção mensal ou trimestral
Injeção contendo hormônio(s) aplicada com a apresentação de receita médica pelo seu médico ou outro profissional de saúde uma vez a cada um ou três meses.
COITO INTERROMPIDO
COITO INTERROMPIDO
Também conhecido como “método de retirada”, esse método é praticado pelo próprio casal e consiste na retirada do pênis antes da ejaculação, para evitar a gravidez.
PRESERVATIVO MASCULINO
PRESERVATIVO MASCULINO
Um envoltório fino que é colocado cobrindo o pênis ereto para impedir que os espermatozoides cheguem na vagina; é também o método que ajuda a diminuir o risco de contrair infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). É colocado por você mesma ou por seu parceiro e comprado sem receita médica.
ADESIVO
ADESIVO
Pequeno quadrado de plástico da cor da pele que adere à sua pele e libera hormônios. É comprado com apresentação da receita médica e pode ser colocado por você mesma uma vez por semana.
ESTERILIZAÇÃO FEMININA
ESTERILIZAÇÃO FEMININA
Procedimento cirúrgico realizado por um médico que bloqueia as tubas uterinas e previne a gravidez.
DIU — TAMBÉM CONHECIDO COMO DIU DE COBRE
diu — também conhecido como diu de cobre
O DIU de cobre é uma pequena estrutura plástica em forma de T que contém um fio de cobre. Ele é colocado no seu útero por um médico e evita a gravidez por até dez anos.
DIAFRAGMA
DIAFRAGMA
Um copo de silicone colocado na vagina que impede que os espermatozoides cheguem até o útero. Apesar de alguns deles serem colocados por um médico, a maioria é aplicada por você mesma até 24 horas antes da relação sexual e é comprado com prescrição médica.
ESTERILIZAÇÃO MASCULINA
ESTERILIZAÇÃO MASCULINA
Procedimento cirúrgico realizado por um médico que bloqueia os canais que transportam o esperma.
ESPONJA
ESPONJA
Pequeno pedaço de espuma arredondado com uma alça de náilon que é colocado na vagina logo antes da relação sexual. É colocada por você mesma e pode ser comprada sem receita médica.
ANEL
ANEL
Pequeno anel flexível que é colocado por você mesma na vagina e libera hormônios por três semanas. É comprado com prescrição médica.
implante anticoncepcional
implante anticoncepcional
Pequeno bastão flexível de silicone que libera hormônios por até três anos. É colocado no seu braço, por baixo da sua pele, por um médico.
TABELINHA
TABELINHA
Métodos praticados por você mesma para evitar a gravidez, que incluem o acompanhamento do ciclo menstrual e medições da temperatura corporal para identificar os dias férteis.
PRESERVATIVO FEMININO
PRESERVATIVO FEMININO
Preservativo interno que funciona da mesma forma que o preservativo masculino, mas que é colocado na vagina. É colocado por você mesma. É colocado por você mesma, comprado sem receita médica e também protege contra ISTs (infecções sexualmente transmissíveis).
PÍLULA
PÍLULA
Pequeno comprimido contendo um hormônio ou uma pílula combinada contendo dois hormônios, tomado por você e comprado com a apresentação de receita médica e que precisa ser tomado todos os dias no mesmo horário.
ESPERMICIDA
ESPERMICIDA
Cremes, películas, espumas, géis e supositórios que contêm substâncias químicas que bloqueiam ou matam os espermatozoides. Eles são comprados sem receita médica e são aplicados por você mesma.
SIU — TAMBÉM CHAMADO DE DIU HORMONAL
99%
O sistema intrauterino, macio e flexível, libera progestina para impedir que os espermatozoides fertilizem um óvulo. É um método contraceptivo reversível e altamente eficaz.
INJEÇÃO MENSAL OU TRIMESTRAL
94%
Todas as injeções contraceptivas contêm uma progestina para impedir que os espermatozoides fertilizem um óvulo. Algumas também contêm estrogênio, que impede que os ovários liberem um óvulo. Quando aplicadas no momento correto, são bastante eficazes.
COITO INTERROMPIDO
78%
O coito interrompido deve ser usado de forma adequada e no momento correto, sendo, portanto, o método contraceptivo menos eficaz.
PRESERVATIVO MASCULINO
82%
O preservativo masculino impede que os espermatozoides cheguem ao útero. É um método contraceptivo razoavelmente eficaz.
ADESIVO
91%
O adesivo impede que os ovários liberem óvulos. Quando usado da maneira típica, é muito eficaz.
ESTERILIZAÇÃO FEMININA
99%+
A esterilização feminina é um método contraceptivo permanente, irreversível e altamente eficaz.
DIU — TAMBÉM CONHECIDO COMO DIU DE COBRE
99%
O dispositivo intrauterino usa íons de cobre para impedir que os espermatozoides se desloquem e fertilizem um óvulo. É um método contraceptivo reversível e altamente eficaz.
DIAFRAGMA
88%
O diafragma impede que os espermatozoides entrem no útero. É razoavelmente eficaz, sendo mais eficaz quando usado com espermicida.
ESTERILIZAÇÃO MASCULINA
99%+
A esterilização masculina é um método contraceptivo permanente e altamente eficaz.
ESPONJA
76%
A esponja bloqueia o colo uterino, impedindo a entrada dos espermatozoides. É um método menos eficiente, principalmente para mulheres que já engravidaram antes.
ANEL
91%
O anel impede que os ovários liberem óvulos. Quando usado da maneira típica, é muito eficaz.
implante anticoncepcional
99%
O implante contraceptivo libera progestina para impedir que os espermatozoides fertilizem um óvulo. É um método contraceptivo reversível e altamente eficaz.
TABELINHA
76%
Em sua maioria, é menos eficaz na prevenção da gravidez.
PRESERVATIVO FEMININO
79%
O preservativo feminino impede que os espermatozoides cheguem no útero. É menos eficaz do que os outros métodos contraceptivos.
PÍLULA
91%
Todas as pílulas anticoncepcionais contêm uma progestina para impedir que os espermatozoides fertilizem um óvulo. Algumas também contêm estrogênio, que impede que os ovários liberem um óvulo. Quando tomadas exatamente da maneira orientada, são bastante eficazes.
ESPERMICIDA
72%
O espermicida impede que os espermatozoides passem pelo colo uterino, mas não é o método mais eficaz quando utilizado sozinho.
SIU — TAMBÉM CHAMADO DE DIU HORMONAL
siu
O sistema intrauterino é pequeno, macio, flexível e de longa duração. Quando colocado, é eficaz por cinco anos.
INJEÇÃO MENSAL OU TRIMESTRAL
injeção mensal ou trimestral
A injeção contraceptiva é eficiente por um ou três meses após cada aplicação, mas é importante que o médico ou outro profissional de saúde aplique a injeção no período correto.
COITO INTERROMPIDO
COITO INTERROMPIDO
O coito interrompido deve ser realizado durante cada relação sexual.
PRESERVATIVO MASCULINO
PRESERVATIVO MASCULINO
O preservativo masculino precisa ser colocado no pênis antes de cada relação sexual.
ADESIVO
ADESIVO
Para ser eficaz, o adesivo precisa ser trocado semanalmente.
ESTERILIZAÇÃO FEMININA
ESTERILIZAÇÃO FEMININA
A esterilização feminina é um procedimento permanente. Uma vez realizada, não é possível voltar atrás.
DIU — TAMBÉM CONHECIDO COMO DIU DE COBRE
diu — também conhecido como diu de cobre
O dispositivo intrauterino é de longa duração e, quando colocado, é eficaz por dez anos.
DIAFRAGMA
DIAFRAGMA
O diafragma precisa ser colocado na vagina até 24 horas antes de cada relação sexual.
ESTERILIZAÇÃO MASCULINA
ESTERILIZAÇÃO MASCULINA
A esterilização masculina é um procedimento permanente. Uma vez realizada, não é possível voltar atrás.
ESPONJA
ESPONJA
A esponja precisa ser colocada na vagina antes de cada relação sexual e pode ser inserida até 24 horas antes.
ANEL
ANEL
O anel precisa ser deixado na vagina por três semanas. Ele é removido durante a quarta semana, antes de ser substituído no início de outro ciclo de quatro semanas.
implante anticoncepcional
implante anticoncepcional
O implante contraceptivo é de longa duração e, quando colocado, dura três anos.
TABELINHA
TABELINHA
Os métodos de tabelinha variam com relação a quanta atenção precisam, mas é importante estar ciente dos dias férteis e usar um método contraceptivo adicional nesses dias.
PRESERVATIVO FEMININO
PRESERVATIVO FEMININO
O preservativo feminino precisa ser inserido na vagina antes de cada relação sexual.
PÍLULA
PÍLULA
A pílula deve ser tomada uma vez ao dia, na mesma hora todos os dias.
ESPERMICIDA
ESPERMICIDA
O espermicida precisa ser aplicado antes de cada relação sexual.
SIU — TAMBÉM CHAMADO DE DIU HORMONAL
SIM
O sistema intrauterino libera uma baixa dose de progestina a partir de sua pequena estrutura plástica flexível, agindo essencialmente de forma local, dentro do útero.
INJEÇÃO MENSAL OU TRIMESTRAL
SIM
A injeção contraceptiva contém hormônios, sejam progestina e estrogênio, ou apenas progestina, que são liberados por todo o corpo.
COITO INTERROMPIDO
NÃO
O coito interrompido não contém hormônios.
PRESERVATIVO MASCULINO
NÃO
O preservativo masculino não contém hormônios.
ADESIVO
SIM
O adesivo libera os hormônios estrogênio e progestina de maneira contínua por todo o corpo.
ESTERILIZAÇÃO FEMININA
NÃO
A esterilização feminina não contém hormônios.
DIU — TAMBÉM CONHECIDO COMO DIU DE COBRE
NÃO
O dispositivo intrauterino não contém hormônios e libera íons de cobre, agindo essencialmente de forma local, dentro do útero.
DIAFRAGMA
NÃO
O diafragma não contém hormônios e funciona melhor quando usado com espermicida.
ESTERILIZAÇÃO MASCULINA
NÃO
A esterilização masculina não contém hormônios.
ESPONJA
NÃO
A esponja não contém hormônios e libera espermicida de maneira contínua.
ANEL
SIM
O anel libera uma dose baixa de progestina e estrogênio.
implante anticoncepcional
SIM
O implante contraceptivo libera uma progestina pelo corpo todo.
TABELINHA
NÃO
A tabelinha não contém hormônios.
PRESERVATIVO FEMININO
NÃO
O preservativo feminino não contém hormônios.
PÍLULA
SIM
A pílula contém hormônios, sejam progestina e estrogênio, ou apenas uma progestina, dependendo do tipo de pílula, que são liberados por todo o corpo.
ESPERMICIDA
NÃO
O espermicida não contém hormônios, mas contém substâncias químicas.
SIU — TAMBÉM CHAMADO DE DIU HORMONAL
siu
O sistema intrauterino, que é pequeno e flexível, pode causar fluxos mais leves e de menor duração, podendo levar à diminuição das cólicas ao longo do tempo.
INJEÇÃO MENSAL OU TRIMESTRAL
injeção mensal ou trimestral
A injeção pode causar sangramento irregular. Em alguns casos, ela pode causar fluxos mais curtos e mais leves ou ausência de menstruação
COITO INTERROMPIDO
COITO INTERROMPIDO
O coito interrompido não tem nenhum efeito sobre a menstruação.
PRESERVATIVO MASCULINO
PRESERVATIVO MASCULINO
O preservativo masculino não tem nenhum efeito sobre a menstruação.
ADESIVO
ADESIVO
O adesivo pode causar fluxos menstruais descontínuos, seja na forma de sangramento irregular ou menstruações regulares mais leves.
ESTERILIZAÇÃO FEMININA
ESTERILIZAÇÃO FEMININA
A esterilização feminina não tem nenhum efeito sobre a menstruação.
DIU — TAMBÉM CONHECIDO COMO DIU DE COBRE
diu — também conhecido como diu de cobre
O dispositivo intrauterino de cobre pode causar fluxos mais intensos e de maior duração e cólicas.
DIAFRAGMA
DIAFRAGMA
O diafragma não tem nenhum efeito sobre a menstruação.
ESTERILIZAÇÃO MASCULINA
ESTERILIZAÇÃO MASCULINA
A esterilização masculina não tem nenhum efeito sobre a menstruação.
ESPONJA
ESPONJA
A esponja não tem nenhum efeito sobre a menstruação.
ANEL
ANEL
O anel pode causar sangramento irregular temporário e pode interromper totalmente a menstruação.
implante anticoncepcional
implante anticoncepcional
O implante pode causar fluxos irregulares e mais leves e reduzir a cólica.
TABELINHA
TABELINHA
A tabelinha não tem nenhum efeito sobre a menstruação.
PRESERVATIVO FEMININO
PRESERVATIVO FEMININO
O preservativo feminino não tem nenhum efeito sobre a menstruação.
PÍLULA
PÍLULA
A pílula mantém o fluxo regular a cada ciclo e pode reduzir o fluxo e a cólica.
ESPERMICIDA
ESPERMICIDA
O espermicida não tem nenhum efeito sobre a menstruação.